sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Filosofia para Crianças e Jovens chega às nossas Bibliotecas

Na semana em que comemoramos o Dia Internacional da Filosofia, demos início a este novo projeto nas bibliotecas escolares António Feijó.

Sessão inaugural de Filosofia para Crianças no 1.º CEB
 (EB Feitosa | 3º ano)

O "bichinho" já cá andava há algum tempo... Procuramos formação específica na área, lemos muito sobre o assunto, analisamos outros projetos nacionais e internacionais e conversamos com facilitadores e outros entendidos na matéria. Descobrimos que o nosso método de abordagem à Educação Literária, que privilegia o questionamento e o desenvolvimento do pensamento crítico, se cruza em vários pontos com as dinâmicas propostas para as sessões de filosofia para crianças e jovens. 

Com a ajuda da (boa) literatura, decidimos avançar.

Produtos resultantes da 1.ª sessão na EB da Feitosa:
"Tapetes de Afetos ou "Coisas que não me deixam sentir Sozinho"

Lançamos a proposta no arranque do ano letivo e abrimos inscrições. Antes de setembro acabar, já tínhamos mais de vinte turmas inscritas! Neste momento, temos já um calendário de sessões, na EPE e 1º CEB, que se estende até ao final de março 2022!! 

A sessão inaugural teve lugar esta semana na EB da Feitosa, com um ávido e solícito grupo de alunos do 3º ano. "Estar sozinho é bom?" foi o mote para a dinâmica desta sessão, que gerou um profícuo diálogo à volta da solidão, da coragem, da empatia, da solidariedade e até da criatividade. O Jardim de Babaï, de Mandana Sadat (falamos deste livro AQUI), foi o nosso companheiro literário nesta sessão inaugural.

Momento de sessão de Filosofia para Crianças
com turma de 5.º ano: explorando a arte de questionar.

No 2.º e 3.º ciclos, as sessões de Filosofia para Crianças e Jovens são integradas nas ofertas de Biblioteca à la Carte. E pela experiência passaram, também esta semana, duas turmas, de 5.º e 8.º anos.

Com estes grupos, a reflexão girou em torno da descoberta do OUTRO. Partimos de um exercício de argumentação, e, com a ajuda de Rosa Branca, de Christophe Gallaz e Roberto Innocenti (como companheiro literário), exploramos a arte de questionar.

Obra que auxiliou a sessão
 e exemplos do exercício de argumentação
.

A temática subjacente à obra, que tem como pano de fundo o holocausto, aliada à riqueza de pormenores das ilustrações de Roberto Innocenti, foram um precioso auxiliar para o exercício final: "fazer perguntas que façam pensar". Aqui ficam alguns exemplos:

"O que levou o Presidente da Câmara a entregar a criança aos soldados, quando devia proteger os seus?

Por que levava Rosa Branca a comida às escondidas da mãe?

Será que o gesto de Rosa Branca fez, de facto, a diferença na vida das crianças a quem ela levava comida?

Foi justa a morte de Rosa Branca? Será a morte justa?"

Partilha das conclusões
e apresentação das questões finais.

E foi assim que nos estreamos (oficialmente) nesta "arte do pensar".

Até já!


quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Biblioteca à la Carte: ofertas não chegaram para as encomendas

Iniciativa já com alguma tradição na Biblioteca António Feijó, parte integrante do Plano Plurianual de Atividades, a Biblioteca à la Carte regressou EM FORÇA no passado mês de outubro.

Momento da sessão "Segredos do Capuchinho Vermelho"


Decorrente da temática do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE), Contos Tradicionais de todo o Mundo, que se cruzou com os temas de projeto em desenvolvimento no agrupamento, o mês de outubro contou com um conjunto de cinco ofertas, que trouxeram à biblioteca mais de três centenas de alunos do 2º e 3º ciclos, (re)enchendo este espaço de vida, de movimento e de descoberta.


Depois de quase dois anos, em que as atividades presenciais se viram fortemente limitadas pelos constrangimentos decorrentes da situação pandémica que atravessamos, este regresso em força à Biblioteca é revelador da necessidade que a comunidade escolar sente destas dinâmicas de construção de conhecimento, para além da sala de aula, como tão bem preconiza o novo Projeto Educativo do Agrupamento: A minha escola é o mundo.


Momento da oficina de escrita "Vassouras de Poesia"

Nas diferentes sessões, que dinamizamos em formato de oficina, procuramos conjugar educação literária e escrita criativa com literacia da informação e dos media, e ainda com as artes plásticas. O envolvimento dos alunos, que trabalham em equipa, a qualidade dos trabalhos que realizam e a satisfação dos docentes que os acompanham, constituem indicadores quer do agrado em relação à dinâmica, quer da relevância das atividades. 

Momento da oficina de escrita "Microcontos Improváveis"

Ao longo das quinze sessões que levamos a efeito no âmbito das comemorações do MIBE, a tónica foi colocada na revisitação do conto tradicional, explorando perspetivas menos usuais no quotidiano curricular, e cruzando-as com as Janelas para o Mundo, o nosso tema aglutinador de projetos, de que são bons exemplos 
Capuchinhos Vermelhos pelo Mundo, uma das oficinas mais concorridas, ou Segredos do Capuchinho Vermelho, uma sessão destinada a alunos do 9º ano, onde exploramos a simbologia do conto e refletimos sobre a sua atualidade.


Momento da oficina "Capuchinhos Vermelhos pelo Mundo", onde é possível observar o preenchimento dos balões de fala com o alfabeto coreano, o Hangul.

O conhecimento e a valorização da diversidade, cada vez mais pertinente tendo em conta o crescente número de alunos de PLNM que recebemos, são aspetos particularmente abordados na oficina Capuchinhos Vermelhos pelo Mundo, em que os alunos são convidados a rechear a cesta da menina do Capuchinho Vermelho com iguarias gastronómicas típicas de diferentes países, e ainda a criar uma pequena conversa, na língua desse país, entre a menina e o lobo. 


Momento da oficina Capuchinhos Vermelhos pelo Mundo: os alunos descobrem a grafia e os sons, na língua do país escolhido, da pequena conversa que criaram entre as personagens. 

Descobrir que a criação literária pode ser a transformação do banal em extraordinário, como acontece em Vassouras de Poesia, ou a combinação improvável de elementos de textos conhecidos, como acontece em Microcontos Improváveis, tem funcionado como verdadeiro desbloqueador de ideias e de palavras, como o prova a diversidade de textos que os nossos alunos têm produzido ao longo destas sessões, como podemos ver na imagem abaixo, com a Matança do Porco mais improvável de sempre.

Trabalho realizado numa das oficinas Microcontos Improváveis

E depois deste regresso em força, e de tantos pedidos que ficaram em espera, só podemos continuar a dizer: presente! Aqui ficam, pois, as ofertas BALC de novembro.


Encontramo-nos na Biblioteca.
Até já!


sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Outubro, Biblioteca ao Rubro!

Outubro é o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, o contexto (e o pretexto) ideal para (voltar a) pôr a Biblioteca em ebulição. 




Embora ao longo dos dois últimos anos a biblioteca se tenha reinventado para contornar as limitações impostas pela crise sanitária que atravessamos, nunca deixando de estar presente para alunos, docentes, famílias e comunidade em geral, tivemos de abdicar de muitas das atividades presenciais que enchem de vida o nosso espaço. 
Estamos, pois, todos desejosos de voltar a encher as nossas bibliotecas de alunos e de movimento.



Decorrente do tema do novo Projeto Educativo - A Minha Escola é o Mundo, e do tema aglutinador de projetos 2020/21 - Janelas para o Mundo, o plano de atividades da BE para o presente ano letivo traz algumas novidades, como o Kamishibai Plurilingue, a Iniciação à Filosofia para Crianças e Jovens, a Literacia Familiar e o regresso em força da Biblioteca à la Carte, atividades e projetos dos quais daremos mais informações oportunamente.

Formação de Utilizadores para alunos de 5º ano

Durante o mês de setembro, preparamos novas aquisições de fundo documental no âmbito dos projetos em curso, fizemos formação de utilizadores para todas as turmas de 5º ano e respetivos diretores de turma, e formação para todos os docentes com horário na BE, elementos que em muito contribuem para que este seja, efetivamente, um lugar de prazer e de encontro com o saber. Organizamos algumas seleções temáticas de livros e ainda lançamos o desafio especial regresso às aulas "Como tomar conta de um capuchinho vermelho".

Formação para docentes colaboradores da BE

No mês de outubro, como é tradição nas bibliotecas de António Feijó, pega tudo, que é como quem diz arrancam todos os projetos. Está tudo preparado! 



Começamos com as comemorações do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, que este ano tem como tema Contos Tradicionais e Contos de Fadas de todo o Mundo, cujo programa promete encher as medidas até à fada mais exigente!


 

Fiquem, pois, atentos, pois muitas novidades e boas surpresas vão acontecer nas nossa bibliotecas.

Iremos dando conta por aqui!

Até já!

sexta-feira, 16 de julho de 2021

Histórias da Ajudaris: Palavra que alimenta

Desde 2014 que alunos e docentes das nossas escolas acolhem e acarinham este projeto, integrando, assim, esta grande família solidária.

Em 2020, nem a crise sanitária nos demoveu (pois a solidariedade não ficou confinada), e, como falamos AQUI, quatro novos textos, versando sobre a temática animal, foram enviados para as Histórias d'Ajudaris 2020.              

                              

Foi, pois, com enorme satisfação que recebemos o belíssimo volume onde ficaram a morar A Girafa CostureiraA Bicharada bem contadaO Lobo e o Poema Animal, da autoria dos nossos alunos, acompanhados (e enriquecidos) de originais ilustrações, da autoria de quatro ilustradores diferentes, entre os quais consta o nome da nossa amiga e conterrânea, Joana Caçador.  

Texto da EB da Feitosa

Estes quatro trabalhos, construídos sob a forma de narrativa ou de poesia, ora num registo ficcional, ora informativo, usando uma linguagem mais "séria", ou mais lúdica, onde convivem até mais do que uma língua, compõem um interessante puzzle onde cada peça tem um lugar único, especial e revelador das potencialidades da leitura e da escrita criadora (falamos destes aspetos AQUI).

Texto da EB de Gandra


As histórias d'Ajudaris são a prova do enorme poder da Palavra, a Palavra que, neste caso, alimenta o espírito, mas também o corpo, na medida em que se converte em gesto solidário, no apoio a causas como a luta contra a fome, a pobreza e a exclusão social. 

Texto da EB de Ponte de Lima

Estamos, mais uma vez, muito orgulhosos da nossa comunidade educativa, dos nossos alunos, docentes e famílias, que, tão generosamente, contribuíram para levar o pão da alegria (e a alegria do pão), a um número significativo de crianças. Conseguimos, com a venda dos livros, apurar 1185,00 € (mil cento e oitenta e cinco euros), que entregamos, sob a forma de donativo, à AJUDARIS. 

Texto da EB da Ribeira

Este ano letivo, que agora termina, voltamos a dizer SIM a esta iniciativa, que faz a palavra dar pão, com quatro novos textos. 
Enquadrado nas comemorações do Ano Internacional para  a eliminação do trabalho infantil, e tendo como mote "Se eu fosse...", aguardamos notícias sobre a integração dos nossos textos, Crianças do Mundo (EB Gandra), Se eu fosse animal (EB Ponte de Lima), Se eu fosse um mágico (EB Feitosa) e Se eu fosse... (EB Ribeira).

Contracapa do volume Histórias d'Ajudaris 2020:
 mensagem da presidente, Dra. Rosa Mendes

Para saber mais sobre este e outros projetos da Ajudaris, pode ser consultada a página oficial da Instituição em ajudaris.org
                             

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Como preparar um ano de leituras? Novas ACD para Docentes

Com o objetivo de ajudar na preparação do próximo ano letivo, a BE encerra o seu ciclo de ofertas de formação docente em contexto com duas novas ACD, que vão ter lugar entre 30 de junho e 15 de julho: Como preparar um ano de leituras? e A Literatura Tradicional Hoje.

Desta vez, e porque somos frequentemente abordados pelos colegas das matemáticas, ciências e afins, questionando por que razão não estão contemplados nas ações que envolvem livros e leituras, preparamos estas ACD para todos os docentes do agrupamento que possam ter interesse nas questões que vamos abordar. 

As ações decorrerão em regime híbrido, distribuídas por blocos de 90 minutos. As  inscrições, a decorrer, devem ser feitas em formulário próprio, disponível AQUI, e estão limitadas a 15 participantes em cada ACD (consultar informação adicional no cartaz). 


Como preparar um ano de leituras?

Nesta ação, apresentaremos as novidades literárias da Literatura Infantojuvenil, cruzando-as com autores clássicos e com a temática do tema aglutinador de projetos 2021/2022.

INSCRIÇÕES AQUI

A Literatura Tradicional Hoje

Nesta ação, especialmente integrada nas comemorações da década do Envelhecimento Saudável, revisitaremos o conto popular e experimentaremos sugestões de abordagem que cruzam este registo com as suas reescritas contemporâneas.

INSCRIÇÕES AQUI

Contamos convosco!

Até já!

domingo, 20 de junho de 2021

Ecos da Semana da Leitura 7 | EB António Feijó

A Semana da Leitura na Escola Sede "passou das margens", e prolongou-se mais um pouco! Por cá, também lemos com os olhos do coração, dinamizamos formação, e até fizemos um pedipaper!

Momento de Oficina de Escrita Criadora,
à descoberta de Matilde,
com turma de 6º ano

As comemorações do centenário de nascimento de Matilde Rosa Araújo, que foram o mote desta semana em todas as bibliotecas do agrupamento, deram corpo, na EB António Feijó, a exposição de trabalhos de crianças da EPE e alunos do 1º CEB, a oficinas de escrita criadora, e integraram ainda a mesa-redonda O Projeto Educativo na Prática, com a comunicação Educação Literária: Uma nova abordagem, nas III Jornadas António Feijó.


Momento do 1º dia das III Jornadas
Mesa-redonda O Projeto Educativo na Prática:
com Dora Lima, Judite Barreto, Cristina Araújo,
Rosa Leão, Fátima Ferraz, Rosa Mota e Sofia Branco


Momento do 2º dia das III Jornadas
Tertúlia Histórias das Juventude de António Feijó
com Amândio Sousa Vieira

E porque a Semana da Leitura 2021 também integrou a comemoração do aniversário de nascimento do nosso Patrono, António Feijó, a tradicional homenagem ao poeta constituiu um dos destaques da semana, que, para além da já habitual deposição de flores junto ao busto do autor limiano, contou este ano com a apresentação da 2ª edição da Fotobiografia de António Feijó, com Tertúlia Histórias da Juventude de Feijó e com um original pedipaper que ficará, certamente, na memória dos alunos do 8ºA.

Pedipaper À descoberta de Feijó


Concluímos mais uma Semana da Leitura. 

No entanto, não nos conseguimos despedir do mote Ler com os olhos do Coração, com Matilde Rosa Araújo, o grande nome que inspirou os maravilhosos trabalhos que encheram de cor, de vida e de emoção todas as escolas do agrupamento ao longo deste trimestre em geral, e desta semana em particular. É que os continuam a chegar-nos, diariamente, trabalhos inspirados em Matilde... que faz hoje, precisamente, 100 anos!

Bem hajam!!

Outros Ecos da Semana da Leitura

sábado, 19 de junho de 2021

A BE apoia a nossa seleção! Força Portugal!

Porque todos os motivos são bons para aprender, não podíamos deixar de fora a oportunidade que é o campeonato europeu de futebol.

Preparamos um conjunto de oito ideias giras à volta do Euro, que prometem trazer alegria e cor às nossas escolas nestas últimas semanas de aulas: Abecedários do futebol, Volta ao euro em 24 frutos, 11 cidades, 11 monumentos, Futebol de Bairro... acompanhado por sugestões de livros cheios de humor. Encontrarão tudo no nosso especial Leituras de ir à bola, AQUI.


Leituras de ir à Bola

E porque o Europeu não é só futebol, poderão aproveitar para fazer interessantes viagens com esta seleção de livros para ler com um globo ao pé.

Livros que convidam a percorrer o mundo

E porque os livros também servem para apoiar a nossa seleção, desejamos a todos boas leituras.
Força Portugal!

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Ecos da Semana da Leitura 6 | EB de Rebordões Souto

Na EB de Rebordões Souto, Matilde Rosa Araújo foi também homenageada com o estudo da sua obra e leituras partilhadas, de que é exemplo uma sessão de poesia que os alunos do 1º CEB levaram à sala das crianças do Jardim de Infância (imagem abaixo).


A Biblioteca Escolar, à semelhança do que já é tradição nesta escola, vestiu-se de gala para acolher as exposições desta Semana da Leitura. A autora que homenageamos, e as leituras com os olhos do coração, deram origem a um belo painel, com trabalhos de toda a escola (imagem abaixo). 



Outra das exposições patentes neste espaço reúne trabalhos realizados pelas famílias, no âmbito do projeto Canteiros de Histórias, o projeto de leitura em articulação com a família, que este ano se desdobra em três eixos temáticos: Ritmos da Natureza, Representações da Infância e Sabedoria dos Avós. Na imagem abaixo, podemos ver trabalhos representativos dos três eixos: os canteiros, os livros artesanais e os frascos de memórias.


(Sobre este projeto, de que falamos aqui, estamos a preparar uma exposição virtual com trabalhos de todas as escolas).

Bem hajam todos os envolvidos!

Outros ecos da semana da Leitura:

quarta-feira, 9 de junho de 2021

Ecos da Semana da Leitura 5 | EB da Ribeira

Na EB da Ribeira, as tão amadas árvores de Matilde vestiram-se de poesia e foram cenário de leituras solarengas.

As crianças desta escola, de acordo com o testemunho dos professores, "iniciaram a viagem pela obra literária de Matilde Rosa Araújo, descobrindo o fascínio da autora pela natureza e pelos seres “mágicos” nos seus poemas das obras As Fadas Verdes e O Livro da Tila. Os mais pequeninos desenharam e registaram alguns desses seres mágicos, e deram ainda uma continuidade ao Capuchinho Cinzento.

Cada grupo/turma da EB da Ribeira explorou uma obra de Matilde Rosa Araújo, tendo sido realizados diversos registos e textos literários em contexto de sala de aula. Foram expostos alguns desses trabalhos em diferentes espaços da Escola, nomeadamente na árvore do espaço de lazer, onde as crianças tiveram momentos de encontro com os livros ao ar livre."

A escrita criadora também marcou presença neste lugar (ninguém fica indiferente à magia da escrita de Matilde). Partindo da poesia da autora, “A Borboleta”, foi elaborado um texto literário que congregou as ideias de todas as turmas. E como a festa continua, este belo texto vai ainda ser enriquecido com as ilustrações que os alunos estão a realizar. 



Bem hajam todos os que aceitaram o desafio de Ler com os olhos do Coração com Matilde Rosa Araújo.

Outros Ecos da Semana da Leitura:

Ecos da Semana da Leitura 4 | EB de Ponte de Lima

Pela EB de Ponte de Lima, a poesia de Matilde Rosa Araújo não se conteve dentro da sala de aula, e nem dentro dos muros da escola. A poesia saiu à rua e o Parque da Vila foi o lugar escolhido para ler Poemas ao Jeito de..., uma atividade que, um pouco por todo o agrupamento, agradou MUITO aos nossos alunos. Aqui fica um breve registo de um desses momentos, pela voz dos alunos do 3º ano. 

Os vários espaços da escola que se viram embelezados com trabalhos de escrita criadora, inspirados na obra de Matilde, são, claramente, um dos efeitos de Ler com os olhos do Coração, o mote da nossa Semana da Leitura.

Pormenor da exposição de Poesia ao jeito de...


Pormenor da exposição de Poesia ao jeito de...

Uma bela experiência, onde se aliam algumas ferramentas digitais à poesia, resultou neste interessante trabalho POEMAS AO JEITO DE, onde é possível conhecer de modo mais detalhado todo o processo até ao produto final. A cereja no topo do bolo é a poesia dita pela voz das crianças (a tão amada infância de Matilde). (Para aceder ao trabalho, clicar na hiperligação).


POEMAS AO JEITO DE

Os alunos mais novos também experimentaram esta nova abordagem à Educação Literária e também fizeram experiências de escrita criadora. Partindo da obra Anjos de Pijama, podemos ver abaixo o processo criativo de um acróstico intitulado Felicidade, que, curiosamente, é também um título de um poemas de Matilde, que integra a coletânea As Fadas Verdes.

Pormenor do processo

Um trabalho particularmente curioso é esta análise "Semelhanças entre as duas histórias", uma interessante experiência de literatura comparada para pequeninos. O trabalho foi realizado com alunos de 1º ano e teve por base duas das narrativas de Matilde: O Palhaço Verde e História de uma Flor.

Experiências múltiplas de escrita criadora: poemas ao jeito de...,
Acróstico e "Literatura Comparada para pequeninos"


À semelhança do que aconteceu noutras escolas, a atividade de mergulhar na obra de Matilde com um banho de títulos, e escrever a partir dos mesmos, agradou imenso, sobretudo aos alunos mais velhos, cujo domínio das competências de escrita lhes permite uma considerável destreza e liberdade neste desafio. Os textos que reproduzimos abaixo, elaborados por alunos do 4º ano, são um claro exemplo do envolvimento dos alunos na atividade.


O aniversário de Matilde é no próximo dia 20, e esta é, sem dúvida, a melhor forma de a homenagearmos.

Bem hajam!

Outros ecos da Semana da Leitura: